Friday, 4 July 2008

Ética no trabalho

Na empresa onde trabalho não existe apenas a agência de Actores/Modelos profissionais. Existem outras entidades que prestam diversos outros tipos de serviços, entre elas uma directoria de membros do público que gostaria de ser extras em televisão ou filme, ou que querem entrar no mundo da moda mas não teem ainda experiência.

Para ser membro desta directoria há que pagar um "fee" para um ou dois anos, pagamento esse que dá direito a uma rápida sessão fotografica e a gravação de um video de apresentação, e que depois de editados são colocados no site da empresa.

Esses dados são depois disponibilizados a produtores e fotografos, que contactam os interessados directamente para lhes oferecer oportunidades de trabalho.

Obviamente que meter pessoas na directoria é um "sales job" e feito por uma equipa de vendas que trabalha à comissão. Quanto mais gente assinarem, mais ganham em bonus. E se eu acredito que o produto é atraente e válido, e alguns dos meus colegas estão genuinamente interessados nas pessoas que assinam (não falam com pessoas mais novas que 18 anos, não assinam pesoas que vivem na Escócia a não ser que insistam e sempre a avisar que a maioria dos trabalhos vai ser em Londres, etc...), há um ou dois que pura e simplesmente estão aqui pela ganância.

Vem isto a propósito de um incidente acontecido ontem:
Eu recebi uma chamada de um rapaz cujo fala estava claramente dificil, tinha com certeza alguma deficiencia. Queria falar com alguém da directoria, por isso passei a chamada para um dos meus colegas mais atenciosos, pois sabia que ele iria fazer uma boa análise da situação e ver se valia a pena assinar o jovem.

Depois da conversa ao telefone, ele explicou-me a situação: O rapaz tem "severe muscular dystrophy" mas gostava de aparecer na televisão, um pouco como a actriz deficiente que participou na série "Extras". Além disso vive no norte de Inglaterra. O meu colega pediu para falar com o pai/mãe mas falou apenas com a "carer", que toma conta dele e do irmão, igualmente deficiente e que também estaria interessado em entrar no mundo da TV.

O meu colega explicou as razões pelas quais não achava productivo assinar ninguem com tão profunda deficiencia, pois não haveria mercado para eles, não sendo justo pedir dinheiro sem a minima garantia de retorno. E desligou o telefone com a consciência tranquila.

Passados nem 5 minutos, um dos membros mais gananciosos telefonou ao rapaz e assinou-os aos dois para a directoria...

7 comments:

Sofia said...

Que maldade!

Simãozinho, o Bife said...

É incrivel como existem pessoas sem escrupulos nenhuns :(

jojo said...

há duas maneiras de ver a questão.
ou se faz como o teu colega que não os assinou porque foi atencioso e perdeu a comissão de duas pessoas, ou se faz como o teu outro colega que ganhou mais umas coroas. a agência deve estar cheia de pessoas que nunca vão ter oportunidade nenhuma. foram só mais duas.
um vendedor é um vendedor. os escrúpulos às vezes trapalham...
é como os estate agents. são vampiros autênticos...

eu acho que faria como o teu primeiro colega. dizia-lhes que não valia a pena. se insistissem, assinava-os...

Lua said...

O que me lembra que nunca, mas nunca recebi um email (eu b disse que ia contactá-los mas...).

Concordo contigo, acho o que o teu segundo colega fez uma desgraça :(

A verdade é que não há mercado para este tipo de pessoas então estas pessoas devem ser avisadas. Todos temos sonhos mas estes não têm necessariamente de ser alimentados. Muito menos por ganância. Quero dizer, se estivessses a ajudar uma amiga a comprar um vestido de noiva, tu não lhe dizias que ela ficava linda num vestido que, na verdade, era horrivel, pois não?!

Boo said...

Eu acho que essa gaja devia ser chamada ao patrao e ser lhe dito para telefonar ao rapaz antes de ele vir para londres gastar mais dinheiro ainda, numa situacao que dificilmente vai acontecer para ele.
A verdade e que eles deviam ter a mesma oportunindade de todos os outros que se inscrevem e que as vezes nao passa de um sonho que nunca se realiza, nao estaremos a ser nos proprios "xenofobos" e achar que por estas pessoas terem deficiencias e obvio que nao vao ter oportunidades?

A pessoa que os aceitou provavelmente nao o fez por simpatia...

Deda said...

Uma pergunta prática: como é que o "colega Tio Patinhas" conseguiu o contacto dos irmãos atendidos pelo "colega atencioso"?

Tuga em Londres said...

Claro que essa pessoa foi gananciosa e nao o devia ter feito. Mas por outro lado, também estar a retirar todas as esperancas dos dois irmaos também pode ser um pouco pior para eles. Agora pelo menos ficam felizes com a expectativa de que poderao um dia estar na televisao. Se bem que se estiverem depois sempre á espera sem serem chamados, a desilusao também pode ser pior do que se for ja ao inicio.