Friday, 15 February 2008

Coisa esquisita, o destino...

Já não me lembro se foi ontem ao ler as revistas de design de interiores que ofereci à minha Maria ou se foi no jornal de hoje... mas li que está em Londres uma exposição do realizador americano Larry Clark.

Para quem não conhece, Larry realiza filmes que quase parecem documentários, centrados sempre na vivência dos adolescentes californianos. Foi assim em Kids, Bully, Ken Park ou Wassup Rockers.

Para quem, como eu, que adora os seus filmes, esta é uma oportunidade para não perder. Lembro de ter escrito uma "note to self" para ver hoje à noite no livrinho do Guardian de sábado o nome e a morada da galeria onde está exposta e fazer o possível para ir lá ver antes que desapareça.

Hoje, quando regressava do trabalho, quis o destino que decidisse não entrar imediatamente na estação de Piccadilly Circus, mas sim caminhar até Green Park Station, vagueando alheatoriamente pelas ruas e ruelas de Mayfair. Chamem-me masoquista, mas gosto de andar por ali, espreitar a montra da Stella e do Williamson, babar-me no stand do Jack Barclay e da Rolls Royce, sonhar com os Vertu daquela que deve ser a loja de telemóveis mais cara de Londres, ver se há paparazzi à porta do Nobu Berkeley..

E sem saber como, acabo por dar de caras com a Simon Lee Gallery, que é exactamente onde a exposição está!!!!!!

"Los Angeles 2003-2006" reflecte o interesse do artista pela estética da juventude americana marginal(izada), fotografada no seu "habitat" natural. Neste caso particular, somos testemunha da transformação ao longo de 4 anos de Jonathan Velasquez, um rapazito do bairro suburbano de South Central Los Angeles, cuja rotina inspirou Larry a escrever e realizar o filme Wassup Rockers, que Velasquez protagoniza.

São cerca de meia centena de fotografias de Jonathan a solo ou com os seus amigos, familia, namoradas, etc..., que nos transportam para o seu mundo e nos permitem uma boleia para uma realidade que não é nossa.
No entanto, a minha cabeça não parou de perguntar o porquê de tamanha obcessão por um jovem de 11 anos de idade.. mas se calhar sou eu que já estou envenenado com as doutrinas desta sociedade em que vivemos... se calhar não me deixam ver a arte fotográfica como ela deve ser vista, sem ideias pré-concebidas e preconceitos sociais...

3 comments:

Lua said...

Também quero ir ver!

P.s. Sabes, acho que já te devia ter dito isto mas acho que nunca disse... adoro ler-te!

Cherry Blossom Girl said...

Também gosto muito de todos os filmes dele. Até quando fica a exposição?

cris said...

Olá Vasco...desculpa, um mês!
Eu ainda não sei quando vou para Londres, mas até Agosto é de certeza (so estou a resolver uns assuntos pendentes), e queria ter uma ideia mais exacta do custo do passe,para ajudar também a escolher a zona onde irei viver...
O site do metro é um pouquito complicado..:(

Obrigada