Wednesday, 12 December 2007

Ainda sobre o Star Tracker...

Faz dois dias que fui à reunião do Star Tracking e ainda não tinha criado coragem de falar sobre aquilo. Fiquei bastante hesitante em descrever imediatamente os meus sentimentos, até porque queria dar a mim mesmo um tempo para assimilar tudo o que vi e ouvi, para poder construir uma análise construtiva.

Confesso que a primeira análise não foi favorável. Revivi aquilo que mais me chateava em Portugal, o clima de reuniões em que me sinto "peixe fora de água", onde todos se conhecem ou querem conhecer e eu não vejo grande interesse. Fatos caros e gravatas de seda dão-me comichão. Então quando vejo todos a fazer um esforço por parecerem uns "big shots", lembro-me logo das razões pelas quais nunca fui nem nunca irei à discoteca Kapital. Aquilo parecia uma reunião de betos, todos com nome de família às costas, e a "arrotar postas de pescada". Não me senti bem, assumo!

A reunião teve pontos positivos, claro! Finalmente conheci algumas caras por detrás dos blogs e foi possível conversar animadamente por uns largos minutos, antes de irmos para a palestra no auditório.

Ontem porém percebi que podia haver boas coisas a sair do Star Tracking. Comecei a ver que as pessoas estão a levar aquilo a sério e realmente a inscrever-se. E isso melhorou muito a rede de contactos que ficou disponível para mim. Convidei alguns a fazerem parte dos meus contactos e já lancei algumas sementes que poderão dar optimos frutos no futuro.

Continuo a achar que, a menos que mais pessoas sejam informadas do que se passa e adiram à rede, aquilo vai parecer um clube privado de jovens yuppies ligados à banca e que trocam cromos entre si.

Vamos a ver...

6 comments:

Ck in UK said...

Olha la que ainda te bato!
vim ca duas ou tres vezes, eu, tal como tu, ainda nao tive vagar pra digerir aquele evento.

Achei que nao havia muita diversidade, mas penso tambem q isso e fruto de Londres ser um centro financeiro mto grande.

Mas tal como todas as bases de dados e redes, tudo depende da informacao que la esta, e como se vai espalhar essa informacao. A ver vamos.

Olha eu nao conhecia la ninguem - so um casal e outro rapaz. E havia muita gente que nao estava de fato, mas sabes que isto tudo depende do uniforme que cada um usa no trabalho, nao e?

Olha, eu ca gostei de te conhecer!

Pedro Dos Santos said...

Entao estas a dizer que estas reunioes servem para socializar e criares um base de dados com contactos??!!??!!??

Melões Melodia said...

Nao fui (como deu para notar) mas depois do que li, ainda estou para perceber se perdi ou nao grande coisa...
Abraco

http://tugaemlondres.blogs.sapo.pt said...

Pois eu também demorei uns dias antes de escrever sobre o assunto já que também queria ter um pouco a noção de como o star tracker funciona. Parece-me que a minha opinião sobre o evento foi um bocado mais positiva do que a tua já que acho que é muito boa esta criação do star tracker e da possibilidade de conhecer outros Tugas com interesses semalhantes através daquele site. Quanto a isso dos fatos não te esqueças que era segunda-feira às 18:30h, ou seja, o pessoal acabou todo de sair do trabalho. Se o encontro tivesse sido ao fim-de-semana ao fim-de-semana provalmente ías ver as coisas com outros olhos.
E mais que não fosse, foi também uma boa oportunidade para nos conhecermos.

CITRAG said...

Olá,
Pois é... parece que o Star Tracker não quer nada comigo... mandei um mail para me poder registar e veio devolvido, enfim... parece que a minha aventura londrina está mesmo a correr sérios riscos de não dar frutos, a ver vamos!

NoKas said...

Ok! Alguém que foi a um dos encontros... E fico contente de saber que não sou única a desconfiar das postas de pescada e dos fatos engomados na 5-a-sec...

Eu aderi ao start treck porque acho que nunca se devem negar oportunidades que eventualmente possam surgir! Comecei a convidar amigos, que convidarão mais amigos... Achei imensos estudantes de doutoramento e biólogos (como eu) o que me deu um "bom feeling" acerca da rede. Acho que não se vai centrar só em empresas e MBAs, mas na variedade que nela começa a existir.

Boa sorte!